quinta-feira, 20 de outubro de 2011

é preciso voltar

é. 
acabou. 
mas acredita em ciclos? 
no resto que vira sobrevivência ao pássaro e depois semeadura?
então confie em mim: um dia voltarei. 
é preciso voltar. 
é como se, de propósito, sempre esquecesse o livro de cabeceira, 
o isqueiro de estimação
ou um teco da carne da minha bochecha
por entre as almofadas do teu maldito sofá laranja.
é preciso voltar.