quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Corrida contra relógio para fazer jornalismo

"Despertador tocando parece britadeira trabalhando. Mesmo assim, perco a hora - ela sempre me foge às mãos. Por conta do atraso, cuspe no canto dos olhos, remela tirada com o dedo, balinha de hortelã e um gole de café antes de sair para entrevistar a doutora, que não tem doutorado, apenas residência. Uma dúvida cruel vem à cabeça: ir de moto ou voando? Fosse São Paulo, poderia pegar engarrafamento de helicópteros; aqui em Maringá, o máximo que pode acontecer é um pequeno choque com pássaros ou macacos voadores do Parque do Ingá. Além do mais, mamãe sempre alerta que andar de moto é perigoso e, ultimamente, motoqueiros têm viajado com certa freqüência ao cemitério..." Quer ler o resto da crônica? Entre nesse link: http://recantodasletras.uol.com.br/cronicas/773906

Parceiros

Mais uma vez, agradeço aos blogueiros que deram uma força, ou seja, uma publicidade gratuita em seus respectivos blogs para o início de A Poltrona. São eles: Angelo Rigon: http://angelorigon.blogspot.com/ Incorfomado: http://noticiasdaprovinciamaringa.blogspot.com/ Lukas: http://casadonoca.blogspot.com/ J. Roberto Balestra: http://jrbalestra.blogspot.com/, que ainda está me dando uns toques para mexer melhor no blog. Sem falar nos amigos do Jornalismo (Cesumar), nos amigos da História (UEM), nos amigos do Direito (UEM) e outros grandes amigos por aí afora! Valeu pessoal!

Imagem do dia

Matéria do G1 mostra o sapo Nong Oui, da Tailândia, que anda de moto e surfa.

Poda saudável

Andando pelas ruas esburacadas de Maringá com minha humilde 125cc, sofro grande dificuldade com os semáforos cheios de bolinhas verdes e vermelhas que vão descendo em ritmo. Isso porque, em muitos deles, galhos de árvores estão tapando a visão, dependendo da distância que se olha. Por que, em vez de cortar árvores centenárias ou árvores que estão "atrapalhando" a vista de um estabelecimento comercial, a prefeitura não providencia uma poda saudável dos galhos que realmente atrapalham a visão dos motoristas?