segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Kundera zerado por R$ 8,90

Passei a ter menos asco de shopping depois do achado de domingo. A pedido da patroa, fomos ao shooping, que fica perto do Mercadorama, porque o boato era de que havia promoções por lá graças a milagrosas etiquetas vermelhas.

Casquinha do “mecdonaudis” a R$ 1 eu vi. De resto, não vi muita coisa. Prova disso é que a patroa saiu cabisbaixa do centro de compras, sem uma sacola sequer nas mãos.

Em contrapartida, fui embora feliz porque, por apenas R$ 8, 90, comprei o livro A Brincadeira, de Milan Kundera, além de outro romance de Moacir Scliar, por R$ 9,90, ambos zerados.

Tinha uma barraca com livros de tudo quanto é jeito lá na loja, a partir de R$ 4,90. Estava melhor do que sebo. Em compensação, olhei o preço de um romance que faz tempo que quero ler, Cinzas do norte, de Milton Hatoum, e a loja em que funcionários se vestem de verde queria R$ 43 pila pelo livro, que nem era grosso.

É isso que dá: os preços desta livraria são tão caros que compensa comprar livros em sebos da cidade ou em sebos virtuais (www.estantevirtual.com.br); com isso, a única saída para a loja é colocar os livros que não saem da estante de jeito nenhum na etiqueta vermelha, por módicos R$ 4,90.

Nenhum comentário: